Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
SISU na UFC

Área do conteúdo

Enem 2021: inscrições para o exame seguem até 14 de julho

Data de publicação: 5 de julho de 2021. Categoria: Notícias

Os interessados em fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021  têm até o dia 14 de julho para se inscreverem, por meio da Página do Participante. A taxa de inscrição é de R$85 e deve ser paga por aqueles que não estão isentos, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança), gerada no sistema do exame.

Todos os interessados em fazer o Enem 2021 devem realizar a inscrição, independentemente de terem adquirido a isenção da taxa de inscrição, bem como terem realizado a justificativa de ausência no Enem 2020. Vale ressaltar que esses procedimentos não garantem a inscrição. Para se inscrever, o interessado precisa acessar a Página do Participante, informar o número do CPF e a data de nascimento. Os dados devem ser iguais aos cadastrados na Receita Federal, para não inviabilizar a correspondência entre as informações. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) não aceitará inscrição com CPF em situação irregular na Receita Federal.

No momento da inscrição, o participante deve escolher o modelo de prova que deseja realizar — impressa ou digital. É importante lembrar que a versão digital do exame tem número de vagas limitadas e é exclusiva para quem já concluiu o ensino médio ou concluirá a etapa educacional em 2021. Dessa forma, os chamados “treineiros” — participantes que se inscrevem no exame para fins de autoavaliação do conhecimento — podem se inscrever somente para o Enem impresso.

ATENDIMENTO – Os participantes que precisarem de atendimento devem realizar a solicitação no momento da inscrição e informar as condições que motivam o pedido. Será oferecido atendimento para participantes com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, deficit de atenção, transtorno do espectro autista, discalculia, gestante, lactante, idoso e/ou pessoa com outra condição específica.

Em 2021, o Enem Digital terá como novidade atendimentos especializados e recursos de acessibilidade. Os interessados em fazer o exame poderão solicitar auxílio de acessibilidade, como tradutor-intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), prova com letra ampliada (fonte de tamanho 18 e com figuras ampliadas), prova com letra superampliada (fonte de tamanho 24 e com figuras ampliadas), tempo adicional e sala de fácil acesso. O participante que solicitar atendimento para deficiência auditiva, surdez ou surdocegueira poderá indicar o uso do aparelho auditivo ou implante coclear na inscrição.

Além desses benefícios, os interessados em fazer o exame impresso também poderão solicitar prova em braile, videoprova em Libras (vídeo com a tradução de itens em Libras), uso de leitor de tela, guia-intérprete, auxílio para leitura, auxílio para transcrição e leitura labial. Já aqueles que indicarem espectro autista poderão utilizar canetas com tinta colorida no Caderno de Questões e caneta transparente de tinta preta para transcrição no Cartão-Resposta.

DOCUMENTAÇÃO – O solicitante de atendimento deve anexar, na Página do Participante, a documentação que comprove a necessidade de acessibilidade, com nome completo do participante; diagnóstico emitido pelo profissional de saúde competente, com a Classificação Internacional de Doença (CID 10); e assinatura e identificação do profissional, com o registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente.

O participante que solicitar tempo adicional precisa justificar, no laudo médico, de forma expressa, o motivo da solicitação de acessibilidade. No caso da participante lactante, a certidão de nascimento da criança, com idade inferior ou igual a um ano, deverá ser anexada na Página do Participante.

NOME SOCIAL – Os participantes que se identificam e querem ser reconhecidos socialmente pela sua identidade de gênero (participante transexual, travesti ou transgênero) podem solicitar o tratamento pelo nome social, no período de 19 a 23 de julho, pela Página do Participante.

APLICAÇÃO – Em 2021, as duas versões do Enem (impressa e digital) terão as mesmas provas, com itens e tema da redação iguais. As provas também serão aplicadas nas mesmas datas, 21 e 28 de novembro.

ENEM – O Exame Nacional do Ensino Médio foi instituído em 1998, com o objetivo de avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Em 2009, o exame aperfeiçoou sua metodologia e passou a ser utilizado como mecanismo de acesso à educação superior, inclusive no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Desde 2020, o participante pode escolher entre fazer o exame impresso ou o Enem Digital, com provas aplicadas em computadores, em locais definidos pelo Inep.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações do Inep — fone: 0800 616161 

Acessar Ir para o topo